Uma brigada civil voluntária vai ser formada por moradores da cidade de Acrelândia. A lei que cria o grupo foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa quarta-feira (7) e tem como objetivo atuar em ações de combate e prevenção a incêndios florestais e urbanos.

A brigada vai desenvolver ações como levantamentos de áreas de riscos para compor mapas de zonas de perigo; elaborar planos de construção e manutenção de aceiros; realizar queima controlada, neste caso, deve ser elaborado plano de queima, nos moldes exigidos pelos órgãos de meio ambiente e com licença para sua realização, apoio a solicitações do Corpo de Bombeiro; buscas e salvamentos em situações de riscos extremos; apoio a operações de contenção de substâncias químicas, entre outros.

“Os integrantes da brigada voluntária civil de combate a incêndios serão membros da sociedade local para ampliar a participação e a iniciativa popular na busca de soluções de problemas ambientais”, informa a lei.

A brigada vai ser composta por pessoas voluntárias e habilitadas para prevenir e atuar em caso de incêndios e deverão ter frequentado um curso de formação, que vai ser ministrado por órgão competentes, por meio de parcerias da prefeitura.

O número de focos de queimadas registrado entre 1º de janeiro a 6 de outubro deste ano no município de Acrelândia chegou a 144 focos, conforme dados do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
Por Alcinete Gadelha, G1 Acre