O Departamento Estadual de Água e Saneamento do Acre (Depasa) retirou cerca 300 quilos de resíduos sólidos da rede coletora de esgoto de Rio Branco localizada na travessa Cavalcante, no bairro Sobral. Entre o lixo que obstruía a rede de esgoto foram encontrados pedaços de tijolo e madeira, garrafas pet e sacolas plásticas.

O serviço foi realizado em mais uma ação emergencial nesta terça-feira, 6. Para a execução foi necessário utilizar uma retroescavadeira. A operação mobilizou toda a equipe responsável pela manutenção da rede coletora da capital e contemplou a limpeza de poços de visita (PV), desobstrução do trecho da rede de esgoto, além de desobstrução e limpeza de três caixas de ligação de rede de esgoto.

A ação de limpeza e desobstrução da rede de esgoto eliminou transtornos para pelo menos sete famílias que já sofriam com esgoto retornando para suas casas. “Minha residência e as de vários vizinhos estavam alagadas com água de esgoto. Procuramos o Depasa para nos atender e quero agradecer à toda a equipe pelo desempenho na execução do serviço, disse Maria Creuza, moradora da rua principal da Sobral, no bairro da Glória.

O sistema de esgotamento sanitário de Rio Branco é formado por estruturas e instalações complexas, que incluem quatro estações de tratamento tamanho padrão (duas em pleno funcionamento e duas em construção), mais de 40 estações compactas estruturadas para atender principalmente conjuntos habitacionais, e fossas filtro, que coletam esgotos de bairros como Mocinha Magalhães, Calafate, Jequitibá, além dos sistemas interligados de coleta.

As manutenções preventivas e corretivas mobilizam, diariamente, gestores, técnicos, operadores de estações, encanadores, eletricistas, motoristas e serviços gerais. O trabalho inclui desobstrução da rede e caixas de coleta, além da recuperação de trechos danificados. Para a execução dos serviços são utilizados caminhões do tipo ‘tatuzão’, caçambas, retroescavadeiras, ferramentas, além equipamentos de proteção individual (EPIs). “Todos os recursos humanos e materiais são providenciados conforme a necessidade do serviço a ser executado”, explica o diretor-presidente do Depasa, Luiz Felipe Aragão.

Atendimento

A Divisão de Sistema de Esgotamento Sanitário do Depasa (Dives), responsável pela manutenção da rede de esgoto da capital, trabalha de forma sincronizada com o sistema de atendimento da Central de Serviço Público (OCA). A execução dos serviços é realizada conforme programação diária, que atende também demandas urgentes solicitadas pelos usuários. Para melhor otimização de recursos, a estratégia é trabalhar de forma regionalizada.

Só em setembro, a Dives realizou ao todo 101 atendimentos. As ordens de serviço contemplaram desobstrução, substituição e consertos de ramais de esgoto; desobstrução, remanejamento e conserto de rede coletora de esgoto, além de demolição e recomposição de calçadas e pavimentos.

O objetivo é ampliar ainda mais o atendimento. Para tanto, o Depasa já trabalha na aquisição de novos materiais e equipamentos. A frota disponível receberá reforço de mais cinco caminhões tatuzão. “Os veículos serão alugados por meio de licitação. O processo já foi iniciado e esperamos concluir no menor tempo possível”, informa o presidente do Depasa.

As solicitações de novas ligações, desobstrução ou recuperação da rede de esgoto podem feitas pela Central de Atendimento do Depasa, pelo telefone 0800 717 77 11.