Assessoria – O trabalho de monitoramento das unidades de conservação tem sido contínuo na gestão do governador Gladson Cameli e na Floresta Estadual do Antimary, onde o governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), tem implementado melhorias para a comunidade. Os ramais estão recebendo manutenção e a comunidade passou a ter acesso à internet na unidade de gestão ambiental integrada (Ugai), dentro da floresta no município de Sena Madureira.

Na última sexta-feira, 2, o secretário de Meio Ambiente, Israel Milani, participou de uma reunião a pedido dos representantes da Associação Verdes Florestas do Igarapé Sossego (Avefis). “Nós procuramos atender os pedidos da comunidade que mora na floresta. Estamos fazendo a manutenção do ramal, colocamos internet para facilitar a comunicação com familiares e também com a assistência à saúde e educação”, relatou o secretário.

O comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar (BPA/PMAC), Kleison Albuquerque, também participou da reunião. “A Floresta do Antimary vem sendo alvo de constantes invasões; o governo não está omisso nesse processo e nosso monitoramento vai continuar. Contamos com o apoio da comunidade na proteção da unidade de conservação de uso sustentável”.

Israel Milani agradeceu o apoio do BPA e da Polícia Militar. “O monitoramento ambiental vem sendo feito de forma intensiva; por meio do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental estamos subsidiando as instituições de fiscalização e combate aos crimes ambientais. A presença do Estado na floresta é fundamental para reduzir as invasões e o desmatamento ilegal”, lembrou Israel.

A presidente da Avefis, Adriana Paulino, agradeceu ao governo pelo apoio concedido à comunidade. “Nós estamos aqui procurando uma melhoria da nossa condição de vida e, mesmo com as dificuldades, estamos vendo que existe um empenho em nos ajudar. Da nossa parte, vamos continuar apoiando as ações do governo aqui dentro, porque só assim poderemos crescer juntos”.

As melhorias no ramal estão sendo possibilitadas pela parceria entre o governo do Estado, por meio da Sema, e o Banco Interamericano de Desenvolvimento, dentro do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre (PDSA II/BID). Já o serviço de internet disponibilizado para as equipes que estão em campo e para a comunidade que tem acesso à Ugai é resultado da parceria com o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) do Ministério da Defesa.