O local do encontro foi o auditório da Biblioteca Pública Estadual Adonay Barbosa dos Santos, e com a participação das Reitoras Guida Aquino- UFAC , Rosana Cavalcante- IIFAC e da Procuradora Kátia Rejane – Ministério Público do Estado do Acre, discutindo as demandas das referidas Instituições, em relação ao orçamento das Emendas de Bancada e individuais, para o exercício de 2021.

Contando com as presenças da deputada Vanda Milani- Solidariedade, bem como, do representante da Senadora Maílza Gomes- PP, Arthur Neto e Perpétua Almeida- PC do B, Márcio Batista. Tendo justificado as ausências, os Deputados Jesus Sérgio- PDT e Jéssica Sales- MDB.

O Govenador Gladson Cameli falou dos projetos e prioridades para 2021, apontando para os parlamentares onde a gestão carece de maiores investimentos e assim solicitou ajuda na indicação de emendas para ajudar nos investimentos.

Gladson ouviu reclamações de alguns parlamentares, que apontaram uma lentidão na elaboração dos projetos para que as emendas indicadas sejam executadas.

A deputada federal Mara Rocha (PSDB), cobrou mais agilidade da equipe de planejamento do estado, segundo a Tucana é doloroso ver um recurso voltar por falta de um projeto de execução.

“Quero pedir aqui ao governador que olhe mais para essa área de elaboração de projeto e planejamento, pois praticamente 100% de minhas emendas são destinadas ao governo do estado e não queria ver recursos voltar por falta de um projeto”, disse a parlamentar.

Mara ainda solicitou que se for o caso, o governo contrate mais técnicos, o que não pode é perder recursos por falta de planejamento.

“É importante que o Governo Estadual se aplique na confecção dos projetos, sem essa agilidade, nossas indicações de emenda se perdem e, no final das contas a população fica sem as obras de infraestrutura tão necessárias para atrair novos investimentos e para o escoamento da produção dos nossos pequenos agricultores”, finalizou Mara Rocha.