A deputada estadual Juliana Rodrigues (Republicanos), usou o pequeno expediente durante sessão remota desta terça-feira (22). A parlamentar fez um desabafo e criticou aos que ela chama de consórcio dos suplentes da eleição de 2018.

A deputada estadual que se elegeu para o segundo mandato na eleição de 2018, afirmou que há uma perseguição dos que foram derrotados nas urnas e por não se conformarem, passaram a fazer ataques e perseguições.

“Hoje estar previsto o julgamento do processo onde os adversários derrotados pedem a minha cassação, não tenho medo porque tenho Deus do meu lado e sei da minha honestidade”, afirmou Juliana.

Além de Juliana Rodrigues, o deputado federal Manoel Marcos (Republicanos) também é parte no processo, que pede a cassação de ambos.

A previsão para que entre em pauta no pleno do Supremo foi marcado para esta terça-feira, criando um ambiente de expectativas por todos os envolvidos nos autos.