O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) segue sob o radar dos irmãos Rocha. Neste domingo (20), a deputada federal Mara Rocha (PSDB) postou na rede social Facebook que o órgão continua a perseguir os produtores rurais.

“Não podemos admitir perseguição e a intimidação aos nossos agricultores e pecuaristas, por parte de órgãos públicos”, escreveu ela.

Segundo a parlamentar tucana, nas últimas eleições o Acre disse não à ‘política ambiental perseguidora’, que atrasou o Acre, mas que segundo ela ‘continua sendo adotada pelo Imac’.  

O órgão teria aplicado multas a pequenos produtores que superam a casa dos R$ 10 milhões, o que contraria as promessas de campanha do governador Gladson Cameli (sem partido) para a área ambiental. Com isso, Rocha tratou de convocar uma reunião na última sexta-feira (18) com o secretário do Meio Ambiente, Israel Milani, e o presidente do Imac, André Hassem.

Na postagem deste domingo, a irmã tratou de parabenizá-lo ‘por compreender as dificuldades do setor’.

Veja a publicação:

Fonte: oacreagora