O Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE/AC) condenou o ex-prefeito de Assis Brasil, Humberto Gonçalves Filho, o Dr. Betinho, a devolver aos cofres públicos o equivalente a R$ 21 milhões, mais o pagamento de uma multa de R$ 2,1 mil.

Segundo o periódico, a punição estipulada pelos conselheiros corresponde aos quatro anos que o gestor não fez a prestação de contas dos recursos que tinha recebido do governo federal para administrar o município que fica no Alto Acre, e faz fronteira com o Peru. O relator do processo foi o conselheiro Cristóvão Messias.

O conselheiro rejeitou as contas do ex-prefeito referentes ao ano de 2016. Os demais membros da Corte de Contas do Acre acompanharam a decisão do relator do caso de punição do ex-gestor. O relatório do Ministério Público de Contas (MPC) apontou que Betinho não tinha encaminhado as prestações de contas correspondentes aos anos de 2014, 2015 e 2016. Com informações do jornal A Tribuna.