Visando dar maior segurança às 38 empresas localizadas na região do Parque Industrial durante o processo de revitalização do espaço, que já está a todo vapor, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur), desenvolveu um projeto para a construção de pórtico de entrada, com guarita e cancela. A obra está avaliada em R$ 1,6 milhão e será executada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), em parceria com a Prefeitura de Rio Branco.

Além do pórtico, o processo de revitalização garante a recuperação do pavimento de ruas, implantação de cercamento, sinalização viária e nova iluminação pública com a tecnologia em LED. O investimento total é de R$ 3 milhões, somente por parte da administração atual. O processo licitatório para a construção do pórtico começa ainda este mês.

“Essa era uma reivindicação bastante antiga dos empresários que ocupam aquele espaço e empregam mais de 1,2 mil pessoas. A prefeitura já fez toda a parte de iluminação, o Deracre entrou com a pavimentação das ruas, nós fizemos o projeto do pórtico com guarita e cancela, além do cercamento que será feito e fiscalizado pela Seinfra. Com certeza para os trabalhadores, empresários e residentes da região, esse esforço do governo em parceria com a Prefeitura, trará um ambiente mais seguro e agradável para se estar”, disse Vitor Bonecker, secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur).

Segundo contam os empresários, desde a sua criação em 2002, esta é a primeira vez que o Parque Industrial passa por obras de revitalização. A ação faz parte da Operação Força Máxima, que tem como objetivo recuperar desde agora os problemas gerados pela pandemia do novo coronavírus, reaquecendo a economia e contribuindo positivamente na geração de novos empregos.

Para o governador Gladson Cameli, ajudar no fortalecimento da iniciativa privada, por meio de investimentos em infraestrutura e redução de burocracias, é fundamental para o progresso do Acre. “O plano é tornar este parque um condomínio industrial, onde os empresários poderão ter mais autonomia e agilidade para desenvolver seu trabalho”, disse o governador.