Após trocar tiros com a polícia durante uma abordagem, neste sábado (12), no bairro Calafate, em Rio Branco, Rubens Matheus Barbosa Furtado, de 27 anos, conseguiu fugir e se esconder em seu apartamento que fica em um residencial no mesmo bairro. Mas, acabou morto com um tiro na cabeça ao apontar uma arma para a equipe policial.

Policiais militares faziam um patrulhamento de rotina na região quando viram o rapaz em atitude suspeita em uma motocicleta junto com um garupa. Segundo informações da polícia, a equipe foi recebida a tiros pela dupla e acabou revidando.

Em seguida, a dupla conseguiu fugir e a polícia recebeu informação de onde Furtado estaria. Quando chegaram no local, os policiais cercaram o prédio e foram surpreendidos pelo jovem apontando uma arma de fogo contra a equipe. Foi quando um dos militares acabou dando um disparo que acertou a cabeça do suspeito.

“Os policiais bateram na porta e se identificaram e ele tentou empreender fuga pela janela. Quando viu que estava cercado, ele tentou contra a guarnição que estava do lado de fora. Então, houve o confronto e ele foi alvejado com o tiro na cabeça. Em seguida, a equipe arrombou a porta e encontrou ele caído com a arma ao lado”, disse o major Fredson Araújo, comandante do Bope.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, fez os primeiros atendimentos e chegou a levar Furtado para o pronto-socorro, mas ele não resistiu e morreu em seguida. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

No apartamento onde o suspeito estava a polícia apreendeu uma pistola, além de munições, drogas e dinheiro. A motocicleta que ele tinha usado inicialmente na troca de tiros com a equipe também foi localizada e apreendida.

“Essa moto que estava com ele estava sendo monitorada há alguns dias, porque vinha sendo utilizada para cometer alguns atentados”, concluiu o major. Do G1 Acre.