Depois de ser um dos alvos da operação Acúleo da Polícia Federal, na manhã desta sexta-feira (11) o pré-candidato a prefeito pelo MDB Fagner Sales é mantido como no nome que encabeça a chapa, que tem o empresário Luiz Cunha de vice

Além de Fagner, seu pai e mentor de sua candidatura Vagner Sales também foi alvo das investigações e chegou a ser levado preso para delegacia, este por estar portando arma sem registro no momento da operação policial.

Alguns aliados chegaram a pensar que o MDB declinaria da indicação de Fagner, haja vista o tamanho dos desgastes que a operação da PF traria para uma campanha tão acirrada como a que se avizinha.

O convite para a Convenção do MDB e PSDB, tem local marcado para Avenida Mâncio Lima, de frente à casa da família Sales, local que também foi alvo de buscas na manhã desta sexta-feira.