A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Diretoria de Ensino e Departamento de Ações e Programas Especiais, oferece curso de formação para profissionais da educação sobre a escrita e reescrita do projeto político-pedagógico (PPP) das escolas do Estado, fundamentado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

O curso foi se desenvolve na modalidade de ensino a distância (EaD). É voltado para técnicos, assessores pedagógicos, representantes das secretarias municipais e dos núcleos da SEE em todo o estado e, posteriormente, disseminado nas escolas.

O objetivo do curso é oferecer direcionamentos e subsídios pedagógicos para a adequação do projeto político-pedagógico ao currículo de referência única do Acre.

“Pretendemos estender esse curso para alcançarmos os nossos gestores, em todas as redes de ensino, nesse mesmo formato online, tendo em vista o novo panorama desencadeado pela pandemia” explicou Carmem Braga, chefe da Divisão de Currículo.

O curso possui três módulos, uma carga horária total de 40 horas, conta com a participação de 120 pessoas e é realizado por meio da plataforma www.educ.see.ac.gov.br. O encerramento será na sexta-feira, 4.

Os participantes que obtiverem aproveitamento mínimo correspondente a 75% do conteúdo trabalhado nos módulos serão certificados.

O curso foi mediado por técnicos da Secretaria de Estado de Educação e do Conselho Estadual de Educação do Acre em uma parceria firmada entre as instituições.

“O curso foi muito bom, trouxe inúmeras contribuições para o nosso conhecimento, pois tivemos a parte prática e contamos com professores que, mesmo online, davam devolutiva. Já começamos a aplicar nas nossas escolas e disponibilizamos o material aos gestores”, concluiu Paulo André Souza, assessor pedagógico no Núcleo da SEE em Feijó.

O PPP se configura como uma ferramenta de planejamento e avaliação que a escola deve consultar a cada tomada de decisão e sua construção deve se dar com a participação de todos os membros da comunidade escolar.

“O curso é bem organizado, tem uma boa estrutura, os textos são atuais e bem produtivos. Os mediadores são competentes e dedicados, sempre dispostos a ajudar e tirar dúvidas, mesmo fora dos horários do curso”, declarou Pedrina dos Santos, assessora pedagógica da Secretaria de Educação de Capixaba.

Pedrina diz ainda que já se sente preparada para assessorar todas as equipes gestoras das escolas do seu município e que agora sabe que os projetos político-pedagógicos das escolas vão deixar as gavetas dos armários escolares e se tornar visíveis a toda a comunidade escolar.

O PPP é um documento de grande importância para a educação, pois serve como um guia que direciona a comunidade escolar à proposta educacional da instituição de ensino e é essencial para o processo de credenciamento e recredenciamento das escolas junto ao Conselho Estadual de Educação (CEE/AC).

O MEC definiu uma meta para todos os estados efetivarem a reelaboração dos projetos políticos pedagógicos das escolas, à luz do currículo aprovado, de acordo com a BNCC, mas devido à pandemia os prazos precisaram ser ajustados, no entanto, a SEE já está correndo atrás do prejuízo e dando celeridade aos trabalhos para orientar as escolas da melhor forma na elaboração de um PPP de qualidade.