Assessoria – O governador Gladson Cameli recebeu nesta terça-feira, 1°, a defensora pública-geral do Estado, Roberta Caminha, e a subdefensora-geral, Simone Santiago, para tratar de assuntos de interesse da Defensoria Pública Estadual (DPE-AC).

Um deles diz respeito à captação de recursos para a construção da sede de Defensoria Pública, em Rio Branco. Em 2019, o Estado cedeu o terreno onde funcionava a superintendência da Polícia Federal, na região central da cidade, para a Defensoria Pública. O futuro prédio está orçado em R$ 11,5 milhões.

“A construção do prédio está no planejamento financeiro e orçamentário para o próximo ano. Estamos trabalhando, juntamente com outras secretarias, para fazer a captação de recursos por meio de convênios para que possamos executar esse projeto, que é muito esperado pela Defensoria e as pessoas que utilizam nossos serviços”, explicou a defensora-geral.

Por meio de um termo de cessão, celebrado com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU), a DPE-AC terá sede própria em Cruzeiro do Sul. De acordo com Roberta Caminha, o imóvel localizado no centro do município, precisa ser reformado e, na oportunidade, solicitou que o governo realize os reparos necessários. De imediato, Gladson comprometeu-se a fazer as intervenções para que o local esteja em condições de atender o público.

Outro assunto tratado com o governador diz respeito à implantação de um sistema eletrônico de processamento administrativo dos advogados dativos. Por meio de um termo de cooperação com a Defensoria Pública de São Paulo, o Acre contará com esta plataforma para agilizar o pagamento destes profissionais.

“O trabalho desenvolvido pela Defensoria Pública é muito importante, sobretudo para as pessoas mais humildes. Essas demandas apresentadas são justas e faremos de tudo para que elas sejam atendidas. O nosso compromisso é melhorar cada vez mais os serviços públicos e dar as condições necessárias de trabalho aos nossos servidores”, afirmou o governador.