O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) voltou a solicitar ao governador Gladson Cameli (Progressistas) que publique imediatamente o decreto que prorroga por mais 30 dias o pagamento do auxílio emergencial em Saúde, que atende também os trabalhadores da Segurança Pública 

“O auxílio emergencial em saúde, criado pelo governo do Estado e aprovado pela Assembleia Legislativa, venceu e ele precisa ser prorrogado. A lei prevê a prorrogação. O governo precisa imediatamente baixar um decreto estendendo por mais 30, depois por mais 60 e depois estendendo por mais 90. Ele é emergencial e necessário”, ratifica o parlamentar acreano.

Edvaldo Magalhães acrescentou que muitos trabalhadores da Saúde e da Segurança Pública perderam suas vidas no enfrentamento à covid-19. Ele argumenta que não há razão para a suspensão do benefício neste momento, isso porque o número de infectados pelo novo coronavírus é alto, o que mostra que a pandemia não acabou e o risco de contaminação é igualmente o de antes.

“Muitos já foram contaminados, alguns, inclusive, perderam a sua vida. Há uma necessidade que o decreto seja publicado imediatamente e é esse apelo que tenho feito na Assembleia e estou fazendo no Estado inteiro: ‘publica o decreto, governador Gladson”, reitera o líder da oposição na Aleac.