Representantes das forças de segurança estaduais estiveram reunidos, nesta quinta-feira, 27, na sede da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) para planejar e debater o Plano de Intervenção para a Área da Segunda Regional de Rio Branco. O objetivo foi o alinhamento entre as equipes e o estabelecimento das ações a serem desenvolvidas no local.

O debate girou em torno das questões financeiras, de planejamento, pessoal e estratégias operacionais. O foco é trabalhar o enfrentamento do crime por meio de uma estratégia orientada para o problema e desenvolver ações por meio do Programa Acre pela Vida. Estiveram presentes representantes dos setores de inteligência e área operacional das Polícias Militar e Civil e do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

O secretário de estado de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Santos, explicou que a área da Segunda Regional é a que reúne os maiores indicadores de violência do estado, representando mais de 20% dos crimes contra a vida. “Desta forma, mais do que nunca é necessário um plano de contingência que agregue ações preventivas, principalmente no aspecto primário. Nesse sentido o programa Acre pela Vida, que teria como mote uma outra região da capital, será potencializado na Segunda Regional”, afirmou.

Além disso, Santos esclareceu que a integração entre os órgãos busca tratar das demandas logísticas, operacionais e de recursos humanos das unidades responsáveis pelo policiamento naquela área, seja o policiamento velado e investigativo, como também policiamento administrativo.

Ao longo da reunião, os participantes apresentaram as ações de prevenção já desenvolvidas na área e as possibilidades de novas ações no sentido de integrar e transversalizar políticas públicas de segurança no âmbito do Acre pela Vida.