Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (21) em Rio Branco, durante a segunda fase da Operação Faces da Liberdade, que investiga o saque dinheiro das contas de pessoas falecidas no valor de pelo menos R$ 4 milhões.

A prisão ocorreu durante a segunda fase da ‘Operação OZ’, deflagrada pela Polícia Civil de de Rondônia (RO), através da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (2ª Draco), com a apoio da Draco em Rio Branco. Foram cumpridos mandados de prisão temporária e busca e apreensão.

Ao todo, foram cumpridos um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 40 anos e dois mandados de busca e apreensão em Rio Branco (AC). As determinações judiciais foram autorizadas pela Comarca de Alta Floresta D’Oeste (RO).

O delegado Pedro Buzolin, da Draco, confirmou a prisão de uma pessoa, mas preferiu não passar mais informações sobre o suspeito. Ele disse que a prisão foi por fraude e que a somatória dos valores seria superior a R$ 10 milhões, somando os valores da primeira e segunda fase da operação. Na primeira, seria um montante de pelo menos R$ 6 milhões.

A Polícia informou ainda que a operação investiga os crimes de peculato, associação criminosa e falsificação de documentos públicos, praticados na tentativa de sacar saldo bancário de conta de uma pessoa falecida.

O nome desta segunda fase da Operação, denominada Oz, faz referência aos caminhos dourados percorridos pela personagem principal do filme ‘O Mágico de Oz’, chamada Dorothy, mesmo nome da pessoa de qual o espólio foi alvo do golpe e motivo das investigações. Por Alcinete Gadelha, G1 Acre