O Ciclo Empreendedor Universitário (CEU) foi criado em 2017, no Rio de Janeiro, com o objetivo de fomentar habilidades para o mercado de trabalho, dando ferramentas para que os recém-formados possam mudar ou desenvolver a sociedade em que vivem.

Sempre atenta às inovações, a Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia do Acre (Seict) participará do evento deste ano, realizado entre os dias 7 e 12 de outubro, abordando o tópico “ Iniciativas que deram certo fora da universidade“.

Segundo Gabriel Ribeiro, coordenador técnico de Tecnologia da Seict, “no CEU será debatida a importância do relacionamento entre as instituições como universidades, empresas e governos, de maneira que juntas elas possam estar alinhadas para o fomento ao empreendedorismo universitário como instrumento de transformação social.”

O público-alvo do CEU é a comunidade acadêmica, empreendedores, investidores e gestores públicos. Ao propor o debate dos temas, a intenção dos organizadores é provocar entre os participantes novas reflexões e discussões sobre caminhos relacionados ao assunto, além de informar o valor do empreendedorismo nas universidades, conectando experiências, aprendizados e redes de contato.

“Acreditamos na ideia do projeto, pois as experiências e aprendizados desenvolvidos dentro das universidades são úteis para a sociedade e devem ser de conhecimento de empresas, governo e o público em geral”, pontua o titular da Seict, Anderson Abreu.

Por conta da pandemia, a 4ª edição do evento será transmitida por meio de videoconferência nas páginas de Youtube e Facebook do CEU, e tratará sobre os seguintes temas: pesquisas aplicadas e seu potencial mercadológico; iniciativas que deram certo fora das universidades (com participação da Seict); graduandos e graduados – alunos que se encontraram no empreendedorismo; impacto das juniores; contrapartidas das universidades e suas iniciativas com mercado.

O último evento do CEU foi realizado em novembro de 2019 na sede do Banco BTG Pactual, em Botafogo (RJ), e contou com 80 inscritos, 20 palestrantes, 3 voluntários, 5 universidades e 17 empresas.