O deputado Daniel Zen (PT) soltou o verbo contra o ex-presidente da Emater/Acre e pré-candidato a prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom. Zen afirmou que Bocalom passou 10 meses à frente da instituição e não plantou um pé de couve. Ele frisou que o problema não nomenclaturas, mas sim falta de ação.

“Tem gente que prega a produção para empregar e não plantou um pé de couve. Passou de 10 meses na Emater e cadê? Cadê o agronegócio, cadê o estímulo. Não é questão de nomenclatura: florestania x agronegócio. É questão de ação. O discurso, o blablá é só engodo. O tal de governo do agronegócio não plantou um pé de feijão até agora”, disparou.

Daniel Zen citou dados do Banco Mundial que mostra que a extrema pobreza cresceu no Acre. “É um legado até aqui dos dois primeiros anos do governo Gladson Cameli. A promessa do agronegócio infelizmente não passou de uma falácia”.

E acrescentou: “o governo do agronegócio de verdade era o nosso, que deixou o Acre livre da aftosa, que aumentou exponencialmente o rebanho da pecuária, que investiu na agricultura de grãos, mas não deixou de respeitar os produtores da agricultura familiar e os extrativistas”.