A pré-candidata do Movimento Democrático Brasileia (MDB) de Brasileia, Leila Galvão, se manifestou após a divulgação do parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) referente aos políticos acreanos que tiveram suas prestações de contas reprovadas e estariam possivelmente impedidos de concorrer as eleições.

Em uma carta de esclarecimento, a ex-deputada afirmou que concorrerá as eleições deste ano, pois segundo ela, a mesma situação aconteceu em 2018 e Leila teria participado do Processo eleitoral sem nenhum impedimento e finaliza sua postagem, dizendo: “Vamos em frente, firmes e fortes! É só o início dos enfrentamentos que teremos nessa caminhada”.

O presidente do MDB de Brasileia, Antônio Pacífico, também se manifestou a respeito do parecer do Tribunal de Contas e explanou o seu entendimento afirmando que até onde ele sabe, Leila Galvão só estaria impedida de concorrer as eleições, caso a Câmara de vereadores de Brasileia não aprovasse as prestações de Conta do período em que Galvão foi prefeita.

Pacífico cita ainda que as prestações de contas da ex-parlamentar, que passaram pela Câmara de Brasileia foram aprovadas e finaliza afirmando que o parecer do TCE não muda nada e muito menos irão parar os trabalhos, mas que o jurídico do partido já está cuidando desta situação.

Leila Galvão, assim como muitos outros políticos do Acre, aparece na lista dos inelegíveis do Tribunal de Contas, mas a dúvida é se as prestações de contas que não foram aprovadas pela corte é referente aos mandatos de prefeita ou de deputada. Esclarecedores, esclareçam!!