O projeto de lei chamado de Equidade Climática busca aumentar a influência de comunidades minoritárias e de baixa renda na política sobre mudanças climáticas – (Foto: REUTERS/Eric Thayer)

Brasil 247 – A candidata à vice-presidência dos EUA, Kamala Harris, já cobrou fortemente Jair Bolsonaro sobre a devastação da Amazônia. Ela disse: “enquanto a Amazônia queima, o presidente do Brasil, como Trump, que permitiu que madeireiros e mineradores destruíssem a terra, não está agindo”.

A senadora ainda disse, à época (agosto de 2019): “Trump não deve buscar um acordo comercial com o Brasil até que Bolsonaro reverta sua política catastrófica e resolva os incêndios. Precisamos de liderança americana para salvar nosso planeta.”

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que “a proteção da Amazônia é considerada um tema obrigatório na agenda democrata para negociar com Bolsonaro. Em março, em uma entrevista à revista Americas Quarterly, Biden afirmou que seu governo iria “reunir o mundo” para garantir a proteção da Floresta Amazônica, se o governo Bolsonaro falhar nessa missão.”

A matéria ainda sublinha que “Kamala fez um aceno de comprometimento com a política ambiental ao patrocinar um projeto de lei, apresentado nos últimos dias, assinado também pela deputada Alexandria Ocasio-Cortez, o rosto do projeto conhecido como Green New Deal. O projeto de lei chamado de Equidade Climática busca aumentar a influência de comunidades minoritárias e de baixa renda na política sobre mudanças climáticas.”