Uma família de sete pessoas foi sequestrada na tarde deste domingo (9) e ficou pelo menos 9 horas mantida como refém. O sequestro ocorreu no Ramal Samaúma, no km 25 entre os municípios de Acrelândia e Plácido de Castro, no interior do Acre.

O sequestro ocorreu por volta das 13 horas quando os criminosos entraram na casa e renderam a família de seis adultos e uma criança de 10 anos, segundo o relato de um familiar que preferiu não ser identificado.

As vítimas foram colocadas em dois carros que pertenciam à família e levados pelos bandidos.

Logos após a ação, vizinhos que viram os carros saírem em alta velocidade foram até a casa e, quando não encontraram ninguém e o local revirado, entraram em contato com familiares que fizeram uma mobilização por meio das redes sociais em busca de informações.

O delegado Samuel Mendes, que investiga o caso, contou que o contato com a polícia foi feito por um familiar que mora em uma fazenda que fica perto da propriedade onde o sequestro ocorreu.

“Um dos parentes ligou para a polícia e disse que estava sentindo a falta de alguns parentes que são de uma fazenda próxima e foi comunicada à Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Por volta das 21 horas recebemos a informação de que a família já tinha sido liberada. Foram subtraídos os veículos e a quantia de R$1 mil”, disse o delegado.

O familiar informou que após 9 horas do sequestro as vítimas foram encontradas amarrados no mesmo ramal sobre a segunda ponte do Igarapé Santa Helena.

“Hoje, nós vamos entrar em contato e estar ouvindo, colhendo informações destas pessoas. Eles apareceram ontem à noite e, às vezes, as próprias vítimas querem primeiro esfriar a cabeça”, acrescentou Mendes.

O delegado disse que possui algumas informações sobre a suspeita de quem são os criminosos, mas não pode adiantar para não atrapalhar as investigações. Do G1 Acre.