O deputado estadual Jenilson Leite (PSB), médico infectologista, pediu ao governo acreano que firme parceira com o Instituto Butantã e a empresa farmacêutica Sinovac , da China, para que o Estado do Acre seja incluído nos testes da vacina contra o novo coronavírus. Seis estados brasileiros fazem parte dessa lista.

A fala do infectologista é referente ao anúncio do governador Gladson Cameli, que esteve recentemente em São Paulo, para tratar com autoridades do governo paulista , pesquisadores do instituto e da empresa chinesa que desenvolve a vacina.

Gladson disse o Acre terá a mesma prioridade que os demais entes para receber as doses da vacina, quando comprovado sua eficácia.

O laboratório chinês Sinovac Biotech distribuiu 20 mil doses da vacina no Brasil. No primeiro momento, quase mil pessoas foram vacinadas. Já na terceira fase, 9 mil voluntários irão receber a vacina contra o coronavírus e a conclusão do estudo deve demorar cerca de noventa dias.

Leite disse que ação do governador, é plausível, pois a vacina é o melhor caminho para imunizar as pessoas. Além disso, o governador deve insistir para que o Acre seja incluído na fase de testes. “Considero de extrema relevância a ida do governador a São Paulo tratar desse tema. Porque a vacina vem demonstrando bons resultados nessa duas etapas anteriores e para nós aqui no Acre, que estamos na fase de diminuição de casos, mas que provavelmente com a abertura do comércio nós teremos um novo aumento, é preciso encontrar uma saída. E não vejo outro caminho senão a imunização por meio da vacina,” destaca o deputado.

Leite lembrou que já tinha solicitado ao secretário de saúde, Alyson Bestene, para o governo fizesse essa articulação de incluir o Estado nessa lista de testes.

O deputado que é médico infectologista, também pediu ao governo do Acre que os profissionais de saúde sejam priorizados na hora da vacinação, sobretudo, aqueles que ainda não contariam o vírus.