A falta de reagentes no Laboratório Charles Mérieux para fazer o exame de coronavírus no estado tem deixado acumular vários exames, esse é o retrato da falta de compromisso do governador Gladson Cameli com a população.

Mesmo sendo um dos estados que, segundo relatório do TCU – Tribunal de Contas da União, mais recebeu recursos para usar no combate ao Covid-19, o Acre ainda enfrenta diversos problemas na execução das ações de controle a Pandemia.

Já são quase uma semana sem reagente para processar os exames no laboratório Charles Mérieux, que é o principal responsável por fazer análise dos possíveis casos infectados no Acre.

A falta do material provocou uma demanda represada de amostras coletadas e já são 1.272 que aguardam pelos diagnósticos no Laboratório em Rio Branco, as informações foram repassadas por um servidor da SESACRE.

Os 54 novos casos que foram divulgados pela sesacre desta sexta-feira (31), são de testes rápidos. A média de infecções diária estava entorno de 290 a 350 e isso porque Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, está sem oferecer testes na rede pública há mais de 50 dias.

O governo tem tirado o freio nas ações de controle da Pandemia no estado, o secretário Alysson Bestene tem se ausentado de dar declarações e prestar conta a sociedade das medidas adotadas frente aos problemas e a população recorre as redes sociais para denunciar inúmeras situações.