A empresa Thomas Greg & Som, que é responsável pelo fornecimento do sistema de identificação Civil e Criminal no estado do Acre, suspendeu o sistema porque o governo do estado desde novembro de 2019 não vem pagando pelos serviços prestados.

A desativação do sistema tem acarretado muitos problemas como: não conseguir emitir O RG, comprometimento nas investigações, sem identificação de corpos, sem pesquisa de cadáver, sem pesquisa civil, sem pesquisa criminal, sem expedição de atestado de bons antecedentes, sem pesquisa nominal nas delegacias e sem identificação criminal.

Todos os serviços tem sua importância, mas um dos mais necessário no estado do Acre é a identificação dos corpo, pois em meio a guerra entre facções, um dos mais usados é a identificação de corpos, segundo informações repassadas ao 3 de Julho Notícias, diante de um homicídio o corpo está sendo liberado através de reconhecimento familiar e documentos do cadáver, o que é totalmente contra a legislação.

A situação é tão grave que no Brasil inteiro, um corpo só pode ser liberado do Instituto Médico Legal mediante a identificação necropapiloscópica (necropapiloscopia é o método que consiste no reconhecimento de cadáveres a partir das papilas dérmicas, onde são encontradas as impressões digitais). E mesmo que a família faça o reconhecimento, sem a necropapiloscopia, o IML não deve liberar o corpo.

Mas a Thomas Greg desligou o servidor, o papiloscopista fica impedido de realizar a necropapiloscopia, que diz o tempo que a pessoa está morta, o estado de putrefação, enfim, tem que haver a pesquisa com todas as informações necessárias. Infelizmente estão entregando cadáveres sem passar pelos procedimento obrigatórios, somente com o reconhecimento visual de familiares.

Diante dos atrasos no pagamento e a suspensão do sistema, a redação do site 3 de Julho Notícias foi informada que população acreana está sendo afetada de forma significativa, segundo informações, o valor da dívida acumulada no ano de 2019 é aproximadamente R$ 328.000,00 (trezentos e vinte e oito mil reais).

Já no ano de 2020, o valor a ser pago pelo governo à empresa Thomas Greg seria de aproximadamente R$ 470.000,00 (quatrocentos e setenta mil reais). A informação que a empresa recebeu foi de que o recurso já está disponível, porém está faltando apenas a conclusão dos trâmites legais. Pois a burocracia precisa ser resolvida.