Era 13 horas da tarde desta quinta-feira (30) quando o avião pousou na pista do aeroporto Internacional da capital acreana e no voo estava o goleiro Bruno Fernandes, a contratação mais polêmica da história do Rio Branco Football Club.

Depois de anunciar a contratação do goleiro, o clube acreano vem recebendo diversas críticas e manifestações de repudio do movimento feminista e de instituições da sociedade organizada do estado.

A chegada do goleiro estava prevista para acontecer na sexta-feira (31), mas a diretoria do clube resolveu antecipar para esta quinta-feira (30). A mudança se deu para evitar constrangimentos e uma recepção de movimentos sociais no aeroporto da cidade.

O drible que a diretoria do clube deu antecipando a chegada de Bruno, fez com que o desembarque fosse tranquilo e discreto. Apenas um grupo de dirigentes liderados pelo presidente do Rio Branco Valdemar Neto.

Bruno embarcou em um carro e se dirigiu ao local onde irá mora, este a sede social do clube que fica localizada no centro da capital.