Um trabalhador que prestava serviços à Energisa Acre foi assassinado a tiros no quilômetro 30 do Ramal do Raildo, na zona rural de Capixaba. O crime teria ocorrido na quarta-feira (22), mas o corpo de José Wilke Freitas Rodrigues, de 21 anos, foi encontrado pela polícia na quinta (23). 

A Energisa lamentou a morte do rapaz que era funcionário da empresa terceirizada Control. “A contratada Control está prestando todo o apoio à família nesse momento”, disse em nota.

Familiares da vítima ficaram preocupados que ele não tinha chegado em casa do trabalho e acionaram a polícia. O trabalho foi feito em conjunto pela Polícia Militar do município e pela Polícia Civil.

Foram feitas buscas na região e encontraram primeiro os pertences do trabalhador e depois o corpo enterrado em uma cova rasa. Segundo informações do comando da PM na cidade, a vítima foi abordada enquanto trabalhava no local, teve a motocicleta roubada e em seguida foi morta.

O crime é tratado como um latrocínio. Um suspeito foi preso na região e a Polícia Civil segue com as investigações para saber se houve a participação de mais pessoas. A motocicleta da vítima também foi localizada escondida na mata.

“Desde ontem [quinta,24] a equipe de investigação estava à procura da possível vítima desse latrocínio, que foi encontrada. Agora estou ouvindo esse suspeito que foi preso e verificando a possível participação de outros, inclusive a equipe está à procura deles”, disse o delegado responsável pelo caso, Gustavo Mendes.

Devido à dificuldade de acesso ao local do crime, o corpo da vítima não foi resgato ainda na quinta. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco se deslocou nesta sexta (24) para fazer a remoção até a sede do órgão e realizar os exames cadavéricos. Com informação do G1 Acre