Um incêndio de grandes proporções, provocado no último fim de semana, gerou uma nuvem de fumaça e cinzas que tomou conta de vários bairros em Rio Branco. Para se ter uma ideia, o fogo teve início no sábado, 18, e ainda na última segunda-feira, 20, não tinha cessado.

Com informações geradas via satélite e o trabalho de busca ativa realizado pela Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), os auditores fiscais localizaram a propriedade de 68 hectares, na região da Estrada Transacreana.

Tratava-se de um pasto, em que o fogo passou para outras fazendas vizinhas e tomou proporções ainda maiores. O proprietário da área e responsável pela queimada foi autuado e multado em R$ 300 mil. “A multa pode ser aplicada por hectare ou por fração e varia de R$ 400 a R$ 4 mil. Nesse caso, depois de verificarmos o tamanho da área que queimou aplicamos a medida e chegamos a esse valor”, explicou a chefe da fiscalização, Greyce Ditomaso.

Desde o mês de maio, período em que a fiscalização foi intensificada, a Semeia já autuou 20 pessoas e aplicou cerca de 60 Termos de Advertência, que é para queimas em quintais, quando ocorrem pela primeira vez. “No caso das advertências, a gente pede pra pessoa apagar o fogo e faz a orientação para que não aconteça outra vez. Se houver reincidência, mesmo que seja em pequenas proporções, em quintais, o cidadão é multado”, esclareceu Greyce.

De acordo com secretário de Meio Ambiente, Aberson Carvalho, o trabalho de fiscalização da Semeia, que já vem sendo intensificado, seguirá avançando especialmente no período de estiagem que se aproxima. “Nosso trabalho de fiscalização está mais intenso, as equipes avançam na rua, por isso mesmo com agilidade conseguimos detectar o autor do incêndio que cobriu os céus de Rio Branco com muita fumaça no último fim de semana, e assim seguiremos fazendo, tomando as medidas preventivas e educativas, mas também aplicando as medidas legais em seu rigor”, disse.