O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um procedimento administrativo para investigar a invasão de garimpeiros de Rondônia (RO) no Parque Estadual Chandless, que fica entre as cidades de Sena Madureira, Santa Rosa do Purus e Manoel Urbano, no interior do Acre. O Chandless é considerado o maior da Região Norte.

O órgão pede ainda que sejam apurados possíveis danos ambientais causados pela suposta invasão.

O MP-AC destacou que o procedimento foi instaurado após receber um ofício do Ministério Público Federal (MPF-AC) com as informações das supostas invasões. As datas dessas invasões não foram divulgadas.

O Chandless ocupa 4% do território do Acre e guarda uma rica biodiversidade. O parque existe desde 2004 tem uma área de 659 mil hectares, abrangendo três municípios acreanos e abrigando cerca de 438 espécies de aves, das quais 31 foram descobertas no local ano passado.

O número total de aves é mais da metade do que se encontra em todo estado acreano.

O MP-AC determinou também que seja encaminhado um ofício para o MPF-AC pedindo uma cópia do procedimento instaurado no órgão federal para investigar todos os fatos.