A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio/AC), doou 500 cestas básicas para atender famílias em situação de vulnerabilidade que residem na cidade de Cobija, fronteira com o Brasil.

Dentre as famílias necessitadas que receberão cestas básicas, a prioridade são para: idosos, portadores de deficiência, famílias com problemas de doenças crônicas e mães solteiras que estão inviabilizados de ter acesso a alimentos por conta da covid-19.

A vice-governadora do Departamento de Pando, Srª Paola, esteve presente no ato do recebimento das mercadorias dando todo o apoio, onde abriu as fronteiras para receber essa doação de suma importância para as famílias de Cobija.

“Muito obrigado a todos pelo gesto de coração que estão fazendo este gesto de amor pelos nossos irmãos, são muito importante. Nós vamos querer favorecer aos idosos e que eles possam compartilhar com a família. Nós estamos lançando um projeto que já faz parte, muito obrigado!! Vamos ver quais idosos já estão em tratamento e quem não tem tratamento para fazer uma prevenção, é um projeto que estamos desenvolvendo e isso vai além da política estamos fazendo mais social, um grupo de pessoas de que amam o ser humano, não tem nada de política, eu não vou me lançar mais a nada e com o apoio de vocês nós vamos chegar as necessidades dos nossos irmãos, muito obrigado mesmo!!”, disse a vice-governadora Paola.

Junior Revollo esteve a frente da ação e foi quem contactou a Fecomércio para a importância desses alimentos para o pais vizinhos, pois se sensibilizou com a situação que os pandinos enfrentam com as fronteiras fechadas, sem poderem comprar alimentos no lado brasileiro, como eles costumam fazer e sem terem acesso a medicamentos.

“A gente com este anseio de resolver essa situação, sabendo da necessidade da população, da vulnerabilidade daquelas pessoas no qual eles se encontram hoje, com falta de alimentação e medicamentos, nós acionamos a Fecomércio Acre e nós queremos desde já agradecer aqui o presidente Leandro Domingos e o presidente Marcos Lameira por tudo o que eles têm contribuído aqui para a nossa região; Conseguimos 500 cestas básicas aqui para Pando, essas cestas básicas vão atender os mais necessitados. Entramos em contato com a vice-governadora Paola que deu todo apoio, desde já agradecemos a Fecomércio através do sindicato dos logistas que nos possibilitou adquirirmos essas cestas básicas para atender essas pessoas de Pando”, explanou Revollo.

Junior cita que além das cestas básicas, foi solicitado kit de medicamentos como ivermectina, ibuprofeno, azitromicina, Zinco e vitamina C, mas por conta da democracia de passar medicamentos para outro país, até agora estariam tentando viabilizar, mas por enquanto não foi possível.

“Estamos vendo para mais breve possível para entregar esses Kits de medicamentos a população mais vulnerável aqui de Pando até as próximas semanas, eu quero agradecer também a Anvisa e a Receita Federal, eles foram solícitos em nos atender, saber desta ajuda humanitária, então a gente está muito grato a Deus por conta dessas pessoas serem beneficiadas com essas cestas básicas”, concluiu Junior.