Com o projeto em fase de finalização, o governo do Estado realizou, neste final de semana, o estudo dos locais que servirão para retirada de matéria-prima a serem utilizadas na duplicação e urbanização da rodovia AC-405, estrada que liga o município de Mâncio Lima a Cruzeiro do Sul. As obras serão executadas em conjunto entre as secretarias de Infraestrutura (Seinfra), Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedur) e Departamento de Estradas e Rodagens (Deracre).

O planejamento alcança ao todo 32 quilômetros de extensão e foi orçado em R$ 76 milhões, sendo dividido em duas etapas. A primeira já tem seu recurso garantido através de uma parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“Nós preparamos o projeto, orçamos o valor, apresentamos ao banco e conseguimos garantir a aprovação de 60% dos recursos que serão aplicados na primeira etapa, que sairá de Cruzeiro do Sul até o aeroporto. Os recursos para segunda etapa seguem em tratativas. O governador deve resolver ainda esta semana”, explicou Ítalo Medeiros, secretário de Infraestrutura.

Sobre o estudo, o secretário informou que é necessário que uma pesquisa seja realizada para identificar os locais mais próximos que tenham condições de fornecer material, sem que seja necessário solicitar de uma região mais distante e aumentar com isso o custo da obra.

“Atualmente estamos finalizando os estudos geotécnicos. São estudos de jazidas, locais de onde podemos retirar material e utilizar na base e sub-base da obra, evitando que o custo aumente pedindo de outro lugar. Neste final de semana visitamos alguns pontos, recolhemos material e mandamos para análise em Cruzeiro do Sul e também para Rio Branco. Consideramos o projeto bastante avançado”, informou o secretário.