De acordo com levantamento do setor de Estatística do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) os números, de janeiro a maio deste ano, comparados com o mesmo período do ano passado, são favoráveis, tanto para  a incidência de acidentes, como para mortes no trânsito.

De janeiro até o mês de maio de 2020, o Acre registrou 1.387 acidentes de trânsito, o que representa uma média diária de 9,1 acidentes por dia em todo o estado. O número deste ano, comparado com os cinco primeiros meses de 2019, foi 25,5% menor. A média diária no ano passado, de janeiro a maio, chegou a 11,75 acidentes.

As mortes no trânsito tiveram uma pequena redução este ano. Até maio do ano passado, o Acre contabilizou 20 mortes resultantes de acidentes de trânsito. Em 2020, no mesmo período, são 19 óbitos. Com o crescimento da frota em um ano, o número representa uma redução de 9,4%, tendo como base o índice de vítimas fatais para cada 10 mil veículos.

 “Ainda não estamos satisfeitos com os índices. Queremos a cada mês diminuir ainda mais os acidentes no trânsito acreano. Essa redução tem ocorrido graças ao empenho das nossas equipes e o entendimento da população de que o Detran é um órgão parceiro, que com suas ações só tem o intuito de salvar vidas por meio de um trânsito cada vez mais seguro”, afirma Luiz Fernando Duarte, presidente do Detran/AC.

Segundo o Duarte, outro fator que contribuiu para a redução de acidentes foi o paralisação das atividades não essências e isolamento social dos acreanos durante a pandemia, que, como consequência reduziu a circulação diária de veículos nas vias e fez os índices de acidentes caírem nos meses de março a maio.