Das principais lideranças do PP, apenas a presidente regional, senadora Maílza Gomes não esteve presente, uma vez que tinha compromissos em Brasília e não houve voo em função da pandemia do novo coronavírus, mas foi representada pelo presidente da executiva municipal, pastor Reginaldo Ferreira.

Os três deputados do partido – José Bestene, Gerlen Diniz e Nicolau Junior, presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) estavam presentes e refirmaram apoio à pré-candidatura de Tião Bocalom, que também encontra-se em Brasília.

Apesar do quadro indefinido, o deputado José Bestene classifica a reunião como proveitosa e positiva, uma vez que o governador se reaproximou do partido e voltou a conversa com seus correligionários. Ele entende que o distanciamento causou essa falta de sintonia entre o governador e seus colegas de partido.

Praticamente a mesma opinião externou o secretário-geral do partido, Lívio Veras. Segundo ele, ao contrário do que muitos imaginavam, a reunião foi realizada em clima de paz e entendimento. Em momento algum, segundo ele, houve “bate-boca”. Por: Antônio Muniz (O Rio Branco)