“Um sonho que está se realizando”, destacou o presidente do Sindicato dos Camelôs e Feirantes de Rio Branco (SINCAFE) durante a reunião ocorrida nesta segunda-feira, 06, pelo Comitê de Transparência.

A reunião foi recomendada pela prefeita Socorro Neri, para debater alguns pontos que não foram bem recebidos pelos ambulantes, após o envio do Projeto de Lei à Câmara Municipal. “Este final de semana observei nas redes sociais que nosso PL não estava muito claro, deixando margens para dúvidas e recomendei, de imediato, que o Comitê se reunisse, inclusive com os vereadores da base, para sanar dúvidas, identificar possíveis falhas, para garantir toda a lisura neste processo”, disse a prefeita.

Pela manhã, através de videoconferência, o Comitê apresentou aos vereadores Antônio Morais, Artêmio Costa, Railson Correia e Rodrigo Forneck, todos os aspectos relacionados ao shopping popular, além de dar detalhes quanto valores de aluguel das lojas, formato de gerenciamento do prédio, obras de revitalização no entorno e outros benefícios que os comerciantes receberão com este empreendimento.

À tarde, na Sala de Reuniões da Prefeitura, o vereador Carlos Juruna, membro do Comitê de Transparência, pontuou o Projeto de Lei, com as dúvidas levantadas pela categoria, discutindo cada artigo do PL, para resolver qualquer pendência. “Este diálogo, que sempre mantivemos neste Comitê, serviu para que eu pudesse apresentar o descontentamento dos camelôs, quanto a alguns artigos e, acredito, que agora conseguiremos dar encaminhamento ao PL, nos moldes do que a categoria sempre esperou”, destacou Juruna.

A Prefeitura de Rio Branco enviará à Câmara Municipal as devidas correções ao Projeto de Lei, para votação do legislativo e, no decorrer da semana, o Comitê de Transparência apresentará aos 17 vereadores os detalhes do projeto de construção e o modelo de gestão proposto. Assim, os vereadores terão mais elementos para discussão do PL.

Novo centro comercial de Rio Branco

Com 91,5% de obra realizada, o novo Shopping Popular de Rio Branco, será o maior empreendimento socioeconômico da Prefeitura da Capital. Com capacidade para atender até 502 lojistas, o prédio, de três andares, contará com elevadores, praça de alimentação, internet para os clientes, seguranças, lojas de tamanhos variados e integração ao Terminal Urbano.

Além de um prédio com toda infraestrutura para as lojas, a área adjacente do Shopping será reurbanizada pela Prefeitura, com projeto paisagístico e construção de mirante para o Rio Acre.

“O Shopping Popular será um marco na vida destas pessoas. Será uma mudança de patamar e de crescimento profissional para os envolvidos”, ressaltou Aldemar Maciel, Especialista em Gestão de Projetos e Inovação Sebrae Acre.