Após pouco mais de três meses à frente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), o presidente Sebastião Aguiar da Fonseca Dias, conhecido como Tião Fonseca, foi demitido do cargo. O decreto com a exoneração foi publicado na edição desta segunda-feira (6) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A porta-voz do governador Gladson Cameli, Mirla Miranda, disse que o governo não vai se pronunciar sobre o que motivou a demissão de Fonseca. A reportagem não conseguiu contato com o ex-presidente do Depasa até última atualização desta matéria.

Durante os poucos meses de gestão de Fonseca foram registradas várias reclamações por falta de água em Rio Branco. No mês de abril, em um intervalo de cinco dias diversos bairros da capital acreana ficaram sem abastecimento após o atraso na entrega de produto para tratar água.

No último dia 19 de junho, moradores do Jardim Panorama, em Rio Branco, decidiram fechar a estrada do São Francisco e rua Joaquim Macedo em protesto. Com faixas, os manifestantes tentaram chamar a atenção do poder público já que, segundo eles, há 15 dias o bairro não era abastecido com água.

Os problemas com abastecimento de água ocorrem em um período críticos da pandemia de Covid-19, logo quando todas as recomendações apontam a higienização como a maior arma contra o novo coronavírus.

No mês de abril, um princípio de rebelião no Complexo Prisional Francisco D’ Oliveira Conde, o maior do Acre, terminou com mais de 50 presos feridos e alguns encaminhados ao pronto-socorro de Rio Branco.

As informações do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) são de que os presos do chamado Chapão, dos pavilhões G, H, I, J, K e L, começaram a bater nas grades devido à falta de água. A movimentação foi ficando mais intensa e os policiais teriam atirado para conter uma rebelião.

Ainda na edição desta segunda (6) do DOE, o novo presidente foi nomeado. Se trata de Luiz Felipe Aragão Werklaengh, que era diretor administrativo e financeiro do Depasa desde o último dia 26 de março. Além do presidente, outros cargos de diretoria do departamento também tiveram troca de nomes.

Mudança na Educação

O governador Gladson Cameli nomeou o novo secretário adjunto da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE). Quem assume o cargo é o ex-secretário municipal de Educação, Moisés Diniz.

O cargo de adjunto chegou a ser ocupado por poucos dias por Márcio Mourão e estava desocupado desde o último dia 16 de junho.

Diniz entregou o cargo de secretário da Educação de Rio Branco no dia 7 de abril e quem está a frente da gestão municipal desde então é a professora Vômea Maria de Araújo. Do G1 Acre