O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, recebeu a visita do secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, para tratar sobre as doações de madeiras apreendidas pelos órgãos ambientais, que servirão para a construção de mais trapiches em áreas alagadiças do município.

Por meio do programa Evasão Zero, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul já construiu 22 trapiches em três bairros. Outros 20 locais foram mapeados e necessitam das passarelas para melhorar a qualidade de vida e garantir acesso destas famílias de forma digna.

A parceria entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, e a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, através da Fundação Cultural e de Comunicação Valença, vai possibilitar que a população destes locais seja beneficiada com os acessos.

“No ano passado já fizemos essa parceria fazendo a doação de madeiras apreendidas para auxiliar na reconstrução de casas de famílias que foram atingidas por um vendaval, agora o prefeito Ilderlei Cordeiro solicitou novamente, vamos verificar como podemos beneficiar a população”, explicou o secretário Israel Milani.

O coordenador da Fundação Cultural e de Comunicação Valença, João de Pintor, falou sobre a importância desta parceria.

“O custo de aquisição das madeiras para a construção dessas passarelas é muito alto. A mão de obra nós temos, então a expectativa é que com esta parceria tão importante, poderemos logo colocar a mão na massa e dar sequencia à construção destes trapiches. A ideia é, assim que recebermos esta madeira, a equipe iniciar os trabalhos”, explicou o coordenador.

O prefeito Ilderlei Cordeiro agradeceu o interesse do secretário Israel Milani em trazer melhorias para os cruzeirenses. “Queremos agradecer ao secretário, ao governador Gladson Cameli, à deputada Vanda Milani que anteriormente já nos ajudaram na reconstrução de casas que foram destruídas com um vendaval, e agora novamente recorremos ao Estado pelo apoio que é tão importante para as famílias”, declarou o prefeito.

O programa Evasão Zero é uma parceria da Prefeitura de Cruzeiro do Sul com a Fundação Cultural e de Comunicação Valença, onde comunidades que vivem em áreas alagadiças, em que famílias têm dificuldades de acessibilidade, em especial em dias de chuvas, são contempladas com trapiches que promovem melhor locomoção dos moradores, principalmente para as crianças, que eram impedidas de ir à escola.