A líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC), defendeu, mais uma vez, nesta quarta-feira (1), a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia de coronavírus no Brasil. O Governo de Jair Bolsonaro pretende estender o pagamento por mais dois meses apenas.

Para Perpétua, o Governo não tem justificativas para negar a prorrogação do pagamento do auxílio. “Nós defendemos que a ajuda emergencial dure enquanto durar a pandemia. E para isso tomamos duas decisões no Congresso: a votação do decreto de calamidade pública e do orçamento de guerra. Em ambas, nós autorizamos o governo a utilizar o que for necessário para proteger as vidas, os empregos, a renda, as empresas”, afirmou.

A deputada acreana, que é co-autora de um dos PLs que prorroga o pagamento do auxílio, ainda ressaltou que “o Governo está desobrigado a ter de cumprir as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal ou a regra de ouro. O Governo tem nas mãos o que precisa para usar o dinheiro necessário para salvar vidas”.