Assessoria – O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), suspendeu a sessão online desta terça-feira (30), após o pequeno expediente, para receber o secretário de Saúde, Alysson Bestene. Essa é a segunda vez que o gestor participa da plataforma digital do parlamento acreano.

Alysson Bestene aceitou o convite da mesa diretora da Aleac e respondeu por mais de duas horas, perguntas dos parlamentares a respeito do trabalho que está sendo realizado para combater à pandemia da Covid-19. Como da outra vez, os deputados estaduais puderam tirar dúvidas referente às medidas que estão sendo adotadas pelo governo para combater a doença no Estado. Os parlamentares fizeram ainda várias sugestões para reforçar as ações contra o novo coronavírus.

“Mais uma vez, abrimos um diálogo direto com o secretário de Saúde, Alysson Bestene. Disponibilizamos o grande expediente da sessão virtual de hoje para que o gestor pudesse esclarecer todas as dúvidas dos deputados estaduais com relação as medidas que estão sendo tomadas pelo Estado para combater a pandemia. Ele falou com muita tranquilidade sobre as ações que a Sesacre tem realizado na capital e no interior. Foi uma produtiva e importante conversa”, disse o presidente da Aleac.

O secretário de Estado da Saúde disse que o Acre já chegou a quinta versão do plano de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Frisou ainda que as principais unidades estão preparadas para o atendimento a partir desse plano.

“O número de leitos UTI aumentou substancialmente com o advento de dois hospitais de campanha, em Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Também avançamos na testagem, sendo o Acre um dos melhores nessa questão”, enfatizou.

Outro questionamento respondido pelo secretário de Estado de Saúde, foi a respeito da falta de medicamentos para a doença. Segundo Alysson Bestene, há uma dificuldade em comprar essa medicação. Muitos empresários estariam desistindo da dispensa de licitação, por não conseguirem cumprir os prazos.

O gestor informou que um consórcio entre as prefeituras e a Sesacre está sendo montado para agilizar a compra de remédios como a azitromicina e a ivermectina. Acrescentou ainda que a Covid-19, mesmo o paciente fazendo o uso dos medicamentos básicos na fase inicial, isso não impede de ele progredir para uma fase mais aguda da doença.

“É uma doença que não tem uma receita de bolo, alguns pacientes mesmo utilizando essa profilaxia medicamentosa, acabam evoluindo e de forma muita rápida, depende muito do paciente. Mas, é um modelo que a gente vem usando em Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Porém, temos uma dificuldade de manter o padrão por falta da medicação básica pela dificuldade na aquisição. Temos montado uma estratégia com os municípios para fazer uma compra única de azitromicina, ivermectina e outros medicamentos”, disse.

Sobre o repasse feito aos municípios, Alysson Bestene frisou que o mesmo tem ocorrido de forma sistemática. Ele lamentou ainda que os governos anteriores tenham deixado de fazer o repasse às Prefeituras para a aquisição de medicamentos.

“Desde o governo Gladson nós tivemos a preocupação de manter em dia o repasse da farmácia básica, tendo em vista um saldo devedor de governos passados. Colocamos isso em dia. Agora, recentemente nós pagamos a farmácia básica para dar o suporte aos municípios”, enfatizou o secretário.

Ao agradecer a participação do gestor na sessão virtual, Nicolau Júnior frisou que desde o início da pandemia, o governo do Estado tem adotado medidas junto a Sesacre, com o intuito de garantir o bem-estar da população acreana.

“Agradeço demais a presença do secretário e amigo, Alysson Bestene na nossa plataforma digital. Sua explanação sobre o trabalho de combate à Covid-19, foi bastante esclarecedora. É importante destacar que o governador tem feito o possível para evitar o aumento de casos de coronavírus no Acre.

Ressalto também que ele tem se esforçado junto com a equipe de Saúde, para garantir o bom funcionamento dos nossos hospitais. Como Alysson Bestene falou, a Covid-19 é uma doença que não tem uma receita de bolo, ainda é um vírus desconhecido. Mas, não podemos baixar a guarda, juntos vamos vencer essa pandemia”, disse o progressista.