O número de autuações por queimadas urbanas deu um salto de 88% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Dados da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) apontam que em 2019 foram 36 ocorrências feitas por ficais da secretaria, já neste ano, no mesmo período avaliado, esse número foi de 68.

Os dados são calculados até esta segunda-feira (29), segundo informou o secretário Aberson Carvalho. Ele afirma que, além das notificações, as equipes que estão atuando também fazem orientações técnicas quando são acionados para conscientizar a população sobre os riscos das queimadas.

“Em Rio Branco estamos vivendo o que chamamos de ‘verão amazônico’. Nesse período, a estiagem do tempo cria um ambiente propício para práticas culturais e criminosas de queima. Sabemos que essa prática já não pode ser tolerada em uma sociedade moderna”, disse o secretário.

Carvalho disse que a prefeitura mantém duas equipes de plantão todos os dias e também trabalha com a conscientização para que a população não utilize a prática de queimadas.

Canais de denúncia

As denúncias de queimadas em Rio Branco podem ser feitas por meio do Centro Integrado de Justiça e Segurança Pública (Ciosp), pelo 193, e também o disque denúncia da Semeia pelo 3228-5765 ou (68) 99227-1126. Tem também o e-mail: denuncia.semeia@pmrb.ac.gov.br.

“Desde abril nós estamos com as equipes de plantão diariamente fazendo as verificações”, disse.

Carvalho ainda destacou que durante este final de semana foi feita a operação Fogo Zero integrada com o Ministério Público e também com o governo por meio do Corpo de Bombeiros através do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) para coibir as queimadas dentro da cidade.

“Nós estamos com tolerância zero às queimadas, então a gente está atuando com multas. Geralmente a gente começa com a orientação. Mas, em virtude da pandemia nesse ano, nós não temos como fazer mais isso”, concluiu o secretário.

Por Alcinete Gadelha, G1 Acre