Nesta semana, o Acre compartilhou as experiências dos Atendimentos Pedagógicos Domiciliares e Classes Hospitalares com o Estado da Bahia em uma live pelo Instagram do @forumclassehospitalar, que está promovendo a série “Diálogos Plurais: Experiências de Classes Hospitalares no Brasil”.

Durante quase uma hora, em conversa com a doutora em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Maria Celeste Ramos, a professora Maria Clarice do Nascimento, responsável pela coordenação das Classes Hospitalares e dos Atendimentos Pedagógicos Domiciliares no estado, relatou as experiências vividas no Acre.

“Os detalhes apresentados são importantes para serem contabilizados; quando a gente for escrever um texto, irá recordar que no Acre as especificidades de atendimento são completamente diferentes de outros espaços que a gente vê se organizando no Brasil”, pontuou Maria Celeste Ramos.

Atualmente, a Educação estadual assiste 76 alunos no Atendimento Pedagógico Domiciliar, que é destinado aos estudantes que não podem frequentar o ambiente escolar devido a problemas de saúde. Já nas Classes Hospitalares, são cerca de 80 atendimentos mensais.

Além de dar oportunidade às crianças e jovens hospitalizados de continuar a construção do conhecimento e trabalhar o currículo formal, segundo Maria Clarice, “as Classes Hospitalares do Acre também oferecem atendimentos terapêuticos e ocupacionais, como é o caso da classe do Hosmac e da Casa de Acolhida Souza Araújo”.

Confira aqui um vídeo sobre as Classes Hospitalares e os Atendimentos Pedagógicos Domiciliares no estado:

Veja o Vídeo: