Foi confirmado à redação do site 3 de Julho Notícias que o deputado estadual Daniel Zen (PT), poderá se afastar em breve do Poder Legislativo Acreano devido o processo eleitoral que está por vir.

O deputado Zen foi cotado para ser pré-candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores em Rio Branco na disputa pelo Poder Executivo da Capital.

Com o afastamento do parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (ALEAC). Quem deveria assumir a cadeira de Zen?

Se a ex-deputada estadual Leila Galvão tivesse permanecido no PT (partido no qual ela militou 20 de sua vida política) hoje com total certeza voltaria a ocupar uma cadeira na ALEAC, já que Leila era a primeira suplente no partido. Mas a ambição falou mais alto, e a fez tomar uma decisão que mudou a sua vida política!! Mas já que Galvão deixou o partido, quem deve assumir a vaga é o ex-deputado Lourival Marques, que mesmo sem se eleger, permaneceu no PT.

Leila achou que por não ter se reelegido como deputada estadual, não haveria mais espaço para ela no PT, tendo em vista que no seguinte processo eleitoral (que deveria acontecer em 2020), ela estaria engessada, já que a prefeita Fernanda Hassem (PT) visa a reeleição.

Deste modo, Leila resolveu abrir mão de toda uma história de luta e trabalho, para se unir e representar o Movimento Democrático Brasileia (MDB), o mesmo partido que cuminol na corrupção desenfreada na prefeitura de Brasileia, foi responsável de jogar a honra do município na lama e estampar o nome da cidade nas páginas policiais.

Nos cabe aguarda para ver. Se Leila junto ao MDB conseguir alcançar seu objetivo, bom para ela. Mas e se não der Certo, o que irá acontecer? Já que o MDB provavelmente só assediou Leila pelo fato de não ter um outro nome capaz de representar o partido no município.