Assessoria – A fiscalização e a repressão a crimes ambientais continuam sendo efetuadas no Parque Estadual do Chandless e em todas as unidades de conservação (UCs) do Acre. Além da ação integrada entre governo e parceiros, os moradores receberam a doação de cestas básicas. A iniciativa se deu por meio do Programa Arpa (Áreas Protegidas da Amazônia), gerenciado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Israel Milani, as equipes também estão realizando um trabalho educativo junto às populações tradicionais residentes nas UCs. “O gestor do parque realizou uma análise de risco e constatou que a situação alimentar das famílias necessita de atenção, especialmente neste período da pandemia. Há um receio das pessoas quanto ao deslocamento até Manoel Urbano, município mais próximo, pelo risco de contaminação pela Covid-19”, explicou o secretário.

Além das cestas básicas distribuídas para as 16 famílias que residem no parque, máscaras e álcool em gel também estão disponíveis na sede, com apoio do Programa Arpa/Funbio. Os alimentos estão garantidos para o mês de junho e julho, com previsão de continuidade no fornecimento do benefício.

Equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar do Acre (PMAC) participaram da missão, realizada entre os dias 12 e 20 de junho.

Para o gestor do Chandless, Ricardo Plácido, é fundamental a presença do governo na unidade. “Estamos tomando todos os cuidados para reduzir ao máximo o risco de contágio dessas famílias, que são em sua maioria do grupo de risco. Um protocolo sanitário foi estabelecido e ninguém tem autorização para entrar sem testagem de Covid-19 e todas as medidas de distanciamento, uso de máscaras e higienização com álcool em gel devem ser cumpridos”, afirmou.

Cartazes com informações sobre os cuidados que devem ser adotados sobre comportamento social e higiene foram fixados. O material educativo foi disponibilizado pela equipe da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Departamento de Atenção Primária, Políticas e Programas Estratégicos e do Departamento de Humanização. Todas as unidades de gestão ambiental integrada (Ugai) das florestas estaduais também receberão cartazes, cartilhas e manuais sobre a Covid-19.

O professor Evaldo de Oliveira, que realiza atividades de sensibilização e educação ambiental na comunidade, agradeceu pelas doações. “Essa cartilha foi muito importante para a gente. Os alunos ficam sabendo das informações e podem passar para os seus familiares”, avaliou.

Invasão

Uma família que estava instalada em ocupação irregular dentro do parque foi retirada. De acordo com o gestor Ricardo Plácido, essa é a segunda tentativa de invasão por parte da mesma pessoa.

Parceiros

As atividades de fiscalização e repressão contra crimes ambientais nas UCs do Acre estão sendo realizadas pelo governo com recursos do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser/Bird), do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre (PDSA II/BID) e do Programa REM Fase II – Reino Unido (Beis) e Cooperação Financeira Alemã (KfW). No Chandless, a missão conta ainda com apoio do Arpa/Funbio.