Após o governo do Acre sinalizar para uma possível flexibilização do isolamento social a partir desta segunda-feira (22), quando o último decreto perde validade, o prefeito da cidade de Xapuri, Francisco Ubiracy Machado, afirmou que vai manter as medidas até o dia 30 de junho.

Após estender por mais sete dias o decreto de isolamento social, o governador Gladson Cameli, junto com as prefeituras dos município do estado e outros órgãos, montaram um grupo para criar estratégias de mapeamento dos casos de Covid-19 por meio do plano ‘Convívio sem Covid’. A medida é para que o decreto possa ser flexibilizado.

Uma coletiva de imprensa foi marcada para a tarde desta segunda (22) para anunciar como deve funcionar de fato o plano no estado.

O boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) desse domingo (21) apontou que o Acre atingiu a marca de 300 mortes causadas pelo novo coronavírus. O número de casos confirmados subiu de 11.263 para 11.381.

Com pouco mais de 19 mil habitantes, a cidade de Xapuri registra 192 casos confirmados da doença e um óbito. Além disso, a incidência da Covid-19 no município é de 99,4 para cada 10 mil habitantes.

Para tentar frear o avanço da doença, o prefeito de Xapuri disse que vai continuar com a validade do último decreto em vigor que vai até o final de junho.

O prefeito afirmou ainda que a tomada de decisão tem sido feita em conjunto com a população e que no dia 29 de junho, um dia antes do prazo final do decreto, vai fazer uma live para decidir como vai ficar a situação do decreto no mês de julho.

“Tivemos no dia 12 uma reunião com o governador onde chamou os prefeitos para discutir essa possível flexibilização. Quero elogiar a iniciativa do governo, é muito importante que tenhamos critérios técnicos para a definição das medidas a serem tomadas. Temos um decreto que está em vigor até o dia 30 de junho e vamos continuar com o nosso decreto. Não vamos aderir nesse momento a esse plano [do governo], mas respeitamos e queremos aderir, porque sabemos que foi bem feito”, disse o prefeito.

Machado afirmou ainda que a cidade precisa continuar com as medidas para evitar o contágio, já que não tem condições hospitalares para atendimento de pacientes que venham a ter a doença com gravidade.

“A gente precisa ter consideração não só com a economia, mas, principalmente, com a questão da saúde pública e as vidas que estão em jogo. Então, nós em Xapuri adotamos o sistema que é fazer um decreto participativo, realizamos uma live onde as pessoas entram um dia antes do decreto vencer e fazem suas sugestões. Juntamos nosso procurador, pessoal da Saúde e fazemos essa discussão aberta com a população. E à medida em que essa conversa anda, estabelecemos o decreto”, afirmou.

Com as aulas presenciais da rede pública e privada no município também suspensas, o prefeito informou que os estudantes estão recebendo conteúdo de forma virtual. Ele também falou sobre a situação do comércio e agradeceu a população que está cumprindo com as determinações.

“O comércio aqui está aberto, mas de forma especial através de agendamento das compras, delivery e drive thru. É assim que estamos trabalhando aqui. No dia 29 faremos uma nova live para discutir o decreto dos primeiros 15 dias de julho”, concluiu.

Por Iryá Rodrigues, G1 Acre