Para manter as medidas preventivas de combate à Covid-19 dentro das unidades prisionais do estado, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen) prorrogou mais uma vez o decreto que suspende as visitas durante o período de pandemia.

As visitas estão suspensas desde março, quando foram registrados os primeiros casos de Covid-19 no estado. Agora, o Iapen prorrogou por mais 15 a suspensão. Portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (18), mas tem efeito retroativo para a data de 9 de junho, de modo que a nova data deve encerrar dia 24 de junho.

Com mais de 90 dias das visitas suspensas, o presidente do Iapen, Arlenilson Cunha, afirmou no início desta semana que estuda uma forma para que os detentos possam manter contato com os familiares durante esse período.

“Sobre as visitas, estuda-se a possibilidade de viabilizar a visita não por meio regular, como acontecia anteriormente, mas estamos vendo a possibilidade de fazer essa visita por videoconferência e isso está sendo estudado em conversa com a diretoria institucional para avançarmos neste sentido”, disse sem dar muitos detalhes. Tudo ocorreria com um pré-agendamento.

Além de prorrogar mais uma vez o prazo das visitas, o Iapen ainda publicou algumas medidas já determinadas no plano de contingência que devem ser reforçadas, como elaboração de dieta feita por nutricionista para melhorar a imunidade dos presos.

Com as visitas suspensas, o sistema registrou um aumento no número de tentativas de fugas em todo estado. Cunha chegou a dizer que a suspensão das visitas pode estar interferindo nessa questão, já que gera um ambiente de estresse entre os presos.

A última tentativa de foi registrada no domingo (14) em Cruzeiro do Sul, quando uma força-tarefa da Segurança conseguiu impedir que 33 presos fugissem da Unidade Manoel Neri da Silva.

Casos de Covid-19 nas unidades prisionais

O boletim do Iapen aponta que até esta quinta (18), 239 servidores foram diagnosticados com a doença. Desse total 226 são policiais penais e 13 são servidores administrativos.

Além disso, 16 exames permanecem em análise e 157 servidores são considerados curados.

A situação de Covid-19 entre os presos já conta com 53 casos notificados , sendo que 93 estão em isolamento preventivo. Destas notificações, 31 detentos testaram positivo para a doença e oito foram descartados. 14 casos ainda estão em análise. E 12 presos já foram considerados curados e um óbito foi registrado. Por Alcinete Gadelha, G1 Acre