Todos os municípios têm escolas passando por reforma ou serviços de manutenção – Foto: Mardilson Gomes

O Governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (SEE), realiza obras de reforma e manutenção em 191 escolas do estado durante o período da pandemia de Covid-19.

A ação segue ritmo acelerado, com o intuito de preparar as instituições para o retorno às aulas, embora ainda não se tenha uma data confirmada. As obras fazem parte de um planejamento que visa melhorar as condições físicas dos prédios escolares.

Só em Rio Branco são 76 escolas atendidas, Cruzeiro do Sul, 26; Sena Madureira, 14; Tarauacá, 11; Mâncio Lima, 7; Feijó, 7; Rodrigues Alves, 6; Acrelândia, 4 escolas indígenas, de modo que todos os municípios têm escolas em reforma ou serviços de manutenção.

Das 191 escolas que estão recebendo os serviços, 52 são rurais, 4 são indígenas e 135 são urbanas. São benefícios muito importantes para as comunidades escolares, visto que os investimentos em Educação são essenciais para mudar a realidade social e econômica.

Com esse quantitativo, mais da metade das escolas já foram reformadas ou ampliadas. “Sabemos que um ambiente mais humanizado, climatizado, com estruturas amplas, escolas pintadas e ambiente bonito é mais acolhedor, o aluno começa a valorizar mais a escola e permanece nela, e é isso que queremos. Além de ter o aluno na escola, com o trabalho que desenvolvemos na área de ensino, queremos melhorar também o desempenho escolar desses estudantes. Essa é a nossa meta”, conclui o secretário de Educação Mauro Sérgio Cruz.

Algumas unidades escolares já estavam com as obras sendo executadas antes mesmo da pandemia e deram continuidade aos serviços, seguindo os protocolos de segurança e higiene no combate ao novo coronavírus.Em 2019, muitas escolas se encontravam deterioradas, principalmente na zona rural, e passaram por reforma e ampliação para melhor acomodar os alunos, professores, equipes gestoras e toda a comunidade.

“A SEE tem como foco principal o aluno, por isso, existe a constante preocupação em oferecer ambientes dignos e apropriados para que um ensino de qualidade possa ser oferecido, tanto nas escolas urbanas, quanto nas rurais e indígenas”, pontuou a chefe do Departamento de Manutenção e Serviços Gerais, Nilsa Almeida.

Segundo o secretário Mauro, a determinação de melhorar as condições físicas das escolas partiu do governador Gladson Cameli, que sempre pede para que os alunos sejam atendidos da melhor forma possível e a SEE convicta desse propósito, vem realizando essas ações positivas com a intenção de sempre melhorar.

O ano de 2020 iniciou com grandes novidades na Educação do Acre, oferecendo duas refeições, uniformes, escolas reformadas e climatizadas, professores capacitados, novos gestores escolares, mais computadores nas escolas, dentre outros investimentos, e nem mesmo a pandemia conseguiu frear os avanços.