A Operação Juruá Sem Queimadas começou há uma semana em Cruzeiro do Sul. A operação conta com o apoio do IMAC, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria de Meio Ambiente e outros órgãos de controle.

Em apenas três dias, as equipes de fiscalização notificaram 14 focos de queimadas em Cruzeiro do Sul, sendo que sete pessoas foram autuadas. Os outros locais não foram identificados os proprietários.

O prefeito Ilderlei Cordeiro destaca a importância da colaboração da população em geral. “São dois pontos que estão debatendo, vidas e questão ambiental. Precisamos da compreensão da população tanto com o coronavírus e com a questão das queimadas. Não queremos multar ninguém, queremos a compreensão de todos nesse momento. Precisamos cuidar das vidas e do meio ambiente”.

Em reunião realizada nesta terça-feira, 16, foi apresentada a plataforma que registrará em tempo real os focos de queimada na região.

“Essa plataforma é pra ajudar na sistematização dos dados. Estamos coletando os dados e georeferenciando. Além de notificar, vamos divulgar onde está tendo mais ocorrências, bairros que estão com ocorrências. Isso facilita o trabalho de todos os órgãos”, explica a secretária de Meio Ambiente, Suzana Farias.

Segundo o tenente Farias, do Corpo de Bombeiros, a primeira semana de fiscalização foi positiva. As notificações mostram que a operação vem dando certo.

“Juntando vários pequenos focos, isso gera um mal enorme. Avaliamos essa primeira semana de combate e educação ambiental e estamos muito satisfeitos com os resultados já obtidos”.