O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen/AC) recebeu do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) a doação de 900 testes rápidos para detecção de anticorpos contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Eles serão utilizados em detentos e servidores do Sistema Penitenciário Acreano.

O material é fruto de uma ação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que, por meio do Depen, visa apoiar as ações de controle e prevenção ao novo coronavírus no ambiente prisional.

O presidente do Iapen, Arlenilson Cunha, destacou a parceria com o Depen e lembrou que o material agrega o pacote de medidas tomadas pelo Iapen nas ações de combate à Covid-19. “Todos os esforços estão sendo realizados para que sejam dadas as melhores condições de saúde aos detentos e servidores. O Depen é um grande parceiro e, com mais essa ajuda, vamos fortalecer as nossas ações nas unidades penitenciárias”, disse.

O teste rápido de sorologia para Covid-19 é oferecido nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Esse teste, realizado com uma gota de sangue, detecta a presença de anticorpos, IgG e IgM, que são produzidos pelo sistema de defesa do corpo humano contra o SARS-CoV-2, após o contato com o vírus. O resultado fica disponível em aproximadamente 15 a 30 minutos. A sensibilidade do teste aumenta após o sétimo dia de início dos sintomas.

Para a gerente de Saúde do Iapen, Ingrid Suárez, o diferencial desse teste é que ele indica tanto o IgM, destinado a quem está com infecção recente e transmitindo o coronavírus, como o IgG, destinado a quem teve a infecção, já possui anticorpos e ficou curado.

Ela explicou que os testes serão distribuídos para todas as unidades prisionais de forma proporcional, levando em consideração o efetivo carcerário e o efetivo de servidores. “O principal objetivo, com a realização desses testes, é o retorno, o quanto antes, de servidores que estão afastados, por suspeita, mas não sabem se têm ou não o novo coronavírus no organismo, além de agilizar o diagnóstico de detentos com suspeita de contaminação”, ressaltou.