O jornal New York Times, o mais influente dos Estados Unidos, publicou uma reportagem na capa da sua versão imprensa onde ressalta que Jair Bolsonaro tem promovido “ameaças de golpe que abalam o Brasil em meio ao aumento das mortes pelo coronavírus”. A reportagem destaca, ainda, que o Brasil está em meio a uma crise que pode “desmantelar a maior democracia da América Latina. 

“Enquanto o Brasil se recupera de sua pior crise em décadas, o presidente Bolsonaro e seus aliados estão usando a perspectiva de intervenção militar para proteger seu poder”, destaca a reportagem assinada por Simon Romero, Letícia Casado e Manuela Andreoni. 

No texto, eles observam que “as ameaças estão girando em torno do presidente: as mortes por vírus no Brasil são agora as mais altas do mundo. Os investidores estão fugindo do país. O presidente, seus filhos e aliados estão sob investigação. Sua eleição pode até ser anulada. 

“A crise tornou-se tão intensa que algumas das figuras militares mais poderosas do Brasil alertam para a instabilidade – enviando estremecimentos que poderiam assumir e desmantelar a maior democracia da América Latina”, ressaltam os autores da reportagem. 

Neste domingo (7), o jornal britânico Financial Times publicou um editorial em que afirmava que Jair Bolsonaro “desperta o temor” na democracia e que o Brasil corre o risco real de uma escalada autoritária. 

“Enquanto o Brasil se recupera de sua pior crise em décadas, o presidente Bolsonaro e seus aliados estão usando a perspectiva de intervenção militar para proteger seu poder”, destaca a reportagem assinada por Simon Romero, Letícia Casado e Manuela Andreoni.

No texto, eles observam que “as ameaças estão girando em torno do presidente: as mortes por vírus no Brasil são agora as mais altas do mundo. Os investidores estão fugindo do país. O presidente, seus filhos e aliados estão sob investigação. Sua eleição pode até ser anulada. 

“A crise tornou-se tão intensa que algumas das figuras militares mais poderosas do Brasil alertam para a instabilidade – enviando estremecimentos que poderiam assumir e desmantelar a maior democracia da América Latina”, ressaltam os autores da reportagem. 

Neste domingo (7), o jornal britânico Financial Times publicou um editorial em que afirmava que Jair Bolsonaro “desperta o temor” na democracia e que o Brasil corre o risco real de uma escalada autoritária.