A jovem Elziane Moura Gomes, de 27 anos, foi morta com um tiro na cabeça no seringal Novo Oriente, na zona rural de Feijó. O crime ocorreu na quinta-feira (4), mas a informação só chegou para a polícia no dia seguinte.

Conforme a polícia, o principal suspeito do crime é o marido de Elziane, Samuel Guimarães Brandão, que está foragido.

As informações apontam que o casal estava em uma discussão quando o homem pegou a arma, do tipo rifle, e atirou contra a mulher. Ela morreu no local antes de receber ajuda.

Assim que tomaram conhecimento do caso, policiais foram até o local, que é de difícil acesso e que para se chegar são cerca de cinco horas de viagem pelo rio. Por isso, o corpo de Elziane só chegou até a cidade de Feijó nesse sábado (7) para passar pelos exames cadavéricos. A polícia ainda fez buscas pelo suspeito, mas ele ainda não foi localizado.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil como sendo feminicídio. “Foram quatro policiais nossos buscar o corpo e fazer diligências mas, quando chegaram lá, o autor já havia se evadido. Sabemos que foi durante uma discussão que ele atirou nela”, disse o delegado Valdinei Soares, que comandas as investigações. Do G1 Acre