A Companhia de Desenvolvimento de Serviços Ambientais do Estado do Acre (CDSA), empresa pública do governo do Estado, vinculada à Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), realizará, nos dias 18 e 19 de junho, a Feira Virtual da Valoração dos Ativos e Sustentabilidade Financeira de Baixas Emissões do Projeto Sisa+, no Centro da Diversidade Sócio Ambiental CDSA (Espaço Cultural Kaxinawá).

O objetivo é divulgar os resultados do Projeto Sisa+ e criar um ambiente de exposição virtual permanente, considerando as limitações causadas pela pandemia de Covid-19, para produtos e serviços ecossistêmicos e cadeias produtivas locais, com possibilidade de conexão da clientela de consumidores de produtos saudáveis e produtores das mais variadas regiões do Acre, baseada na validação, implementação e divulgação da consolidação de cadeias produtivas de baixas emissões de carbono, visando geração de oportunidades de negócios sustentáveis.

”Precisamos utilizar a tecnologia a nosso favor durante a pandemia, e a feira é uma boa oportunidade de negócios, possibilitando alternativas para o sustento de famílias produtoras rurais”, afirma Anderson Abreu, secretário da Seict.

O Sisa+ contribui para a recuperação e manutenção dos serviços ambientais do Estado do Acre, por meio da elaboração e desenvolvimento dos programas que compõem o Sistema Estadual de Incentivos aos Serviços Ambientais (SISA), através de programas de desenvolvimento econômico com viés de conservação das riquezas naturais para presentes e futuras gerações. O projeto é financiado com recursos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), por intermédio da organização internacional Earth Inovation Institute (EII).

‘’O Sisa foi aprovado em 2018, e fortalecido no atual governo, que tem investido em projetos que protegem o meio ambiente, aproveitando recursos e incentivos internacionais’’, afirma Elsa Mendonza, representante do EII no Acre.

A iniciativa tem como foco a comunicação e informação sobre o mercado sustentável e a conexão entre produtores de produtos de baixas emissões e o mercado consumidor local e regional, conforme explica Rosângela Benjamim, diretora técnica da CDSA:

“Pequenos produtores rurais estão temporariamente impossibilitados por regras sanitárias de realizar feiras livres. Por isso, lançaremos na Feira um aplicativo de entrega Delivery e Drive Thru para produtoras de baixas emissões de carbono.  O serviço, já existente, será aprimorado, e nossa projeção é que as vendas sejam realizadas de forma 100% online”. O ponto de venda e entrega dos produtos ocorrerá no Espaço Cultural Kaxinawá através da plataforma Acre PPP (www.acreppp.org). Entre os produtos ofertados estão frutas, hortaliças, bolos artesanais e geléias orgânicas.

José Gondim, Diretor Presidente da CDSA SA, destacou que “A Covid-19 alterou a vida cotidiana nas relações de consumo e prestação de serviços, e a feira é uma forma de contribuição direta do estado nesse momento de crise sanitária, econômica, política e social.”

A iniciativa é feita em parceria com o Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC) e da organização internacional Earth Inovation Institute (EII), com o apoio do Gabinete da Primeira Dama, da Secretaria de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia (SEICT), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM) e outras estruturas de Estado.