Com previsão para entrega do hospital de campanha de Cruzeiro do Sul na próxima semana, o governador Gladson Cameli visitou na manhã desta sexta-feira, 5, a fase final da obra, que segue em ritmo acelerado. A visita foi acompanhada pelo vice-governador Major Rocha, e pelo secretário de Saúde, Alysson Bestene, além de representantes do Ministério Público do Estado.

O prédio é um anexo ao Hospital Regional do Juruá e atenderá pacientes com coronavírus que necessitarem de internação. A estrutura contará com 60 leitos de enfermaria, outros 20 em unidades de terapia semi-intensiva e dez em terapia intensiva (UTI). 

“Quero criar novos leitos com condições e transparência, por isso faço questão de que o Ministério Público esteja aqui. Tínhamos uma obra que estava parada há 30 anos e terminamos em 30 dias. E vai continuar depois que a pandemia passar, com leitos e equipamentos. Quando se quer fazer, com a união de todos a gente consegue”, destacou o governador.

Finalizando a obra, outra preocupação do governo do Estado é a estruturação do espaço com os equipamentos, materiais e profissionais necessários para que os leitos possam efetivamente funcionar. A falta de produtos em pronta entrega e os encaminhamentos burocráticos do processo têm atrasado a chegada de insumos, que nos próximos dias devem estar acessíveis à Secretária de Estado de Saúde (Sesacre).

O secretário Alysson Bestene explica: “Não é só o Acre, mas o país todo está passando pela dificuldade de conseguir equipamentos. E aqui ainda temos a questão da logística, por isso estamos fretando avião, solicitando apoio do Ministério da Saúde, tentando de todas as formas fazer com que esse material chegue o mais rápido possível”.

Representando o Ministério Público do Estado, o promotor Ocimar Sales Junior acompanhou a visita e não identificou irregularidades.