Na manhã desta quarta-feira (3), dezenas de Agentes da Polícia Federal amanheceram na porta da residencia do prefeito do Município de Rodrigues Alves, Sebastião Correia(MDB), mas infelizmente o gestor não estava em casa, a polícia foi informada de que Bastião estaria em sua fazenda. Até o momento o gestor não foi localizado, mas os agentes continuam em sua residência.

Além da residência, a polícia está na secretaria de municipal de saúde e vigilância epidemiológica de Rodrigues Alves, para a realização de buscas e apreensões na prefeitura municipal.

A Operação Off-Label cumpre mandados em diversas prefeituras do Acre, que são acusadas de um esquema milionário que desviava recursos na compra de medicamentos e equipamentos hospitalares.

Os agentes foram na prefeitura, secretaria e vigilância, para apreender documentos e computadores, que podem ajudar a desvendar detalhes do possível esquema. O secretário de Saúde Júlio Farias e o prefeito Sebastião Correia ainda não se manifestaram sobre a operação da Polícia Federal.

A Operação Off-Label cumpre 85 mandados de busca e apreensão em endereços localizados em onze municípios. Os trabalhos contam com a participação de 250 policiais federais de três auditores da CGU.

Os mandados de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após a Procuradoria Regional da República da 1ª Região ter se manifestado favoravelmente ao deferimento das medidas.

O termo “off-label” é empregado para se referir à utilização de medicamentos de forma diversa às indicações prescritas em bula, sem aprovação e homologação dos órgãos competentes.

Os mandados de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após a Procuradoria Regional da República da 1ª Região ter se manifestado favoravelmente ao deferimento das medidas.